Sistema eletrônico de chaves para a seleção segura do tipo de operação

A indústria automotiva apresenta as mais altas exigências com relação a  eficiência da produção e a qualidade dos produtos. Por isto, as falhas nas execuções dos processos devem ser impreterivelmente evitadas. A Eberspächer Exhaust Technology GmbH & Co. KG em Neunkirchen tomou uma medida especial para a redução da suscetibilidade a falhas nos processos de produção e, com isto, para continuar a melhorar a qualidade do produto: O fabricante dos sistemas de escape automobilísticos, inovadores, instalou em cerca de 100 de suas máquinas e sistemas de produção a nível mundial, um sistema eletrônico de chaves, que permite um controle seguro de acesso aos processos e os aplicativos de software – e eles aumentam diariamente.

“Antes que nós, no início de 2015, implementássemos o sistema eletrônico de chaves EKS Light da EUCHNER em nossa produção, nosso sistema de segurança para a entrada de dados relevantes a segurança era composto por senhas“, explica Achim Noll-Hussong, CoC Controls da Eberspächer e responsável pela implementação do novo sistema. A administração das senhas, no entanto, apresentava a grande desvantagem, que durante algum tempo, cada colaborador conhecia as senhas, pois eles, ou trabalhavam na respectiva máquina, ou estas estavam anotadas no armário de distribuição correspondente ou eram retransmitidas pessoalmente. Além disto, as senhas frequentemente eram tão simples, que qualquer um as podia decifrar, nos conta Noll-Hussong. Com isto, a falta de proteção contra um acesso não autorizado a máquina resultou com o passar do tempo em uma suscetibilidade maior a falhas dos processos e por conseguinte em uma redução da produtividade, assim como, a perda de qualidade na produção.

Somente o pessoal com treinamento especial pode executar os trabalhos sensíveis de ajuste e de manutenção no sistema de teste para a linha dos gases de escape – isto é assegurado pelo sistema eletrônico de chaves EKS

Somente o pessoal com treinamento especial pode executar os trabalhos sensíveis de ajuste e de manutenção no sistema de teste para a linha dos gases de escape – isto é assegurado pelo sistema eletrônico de chaves EKS

Proteção do acesso aos processos críticos

Visto que a Eberspächer já utilizava outros sistemas de segurança da EUCHNER – entre estes, a Multifunctional Gate Box MGB para a proteção das portas de proteção – era óbvio, selecionar também para a restrição de acesso um produto dos especialistas em engenharia de segurança de Leinfelden na Suábia. A seleção foi feita em primeiro lugar pelo sistema eletrônico de chaves do tipo EKS Light para a gestão eletrônica de acesso. O sistema é constituído pela própria chave eletrônica com um transponder RFID que pode ser gravado, com o qual o usuário se registra na máquina, e do alojamento da chave, no qual a chave é posicionada durante a operação da máquina. Ele é bem difundido entre os fabricantes automobilísticos e os fornecedores, no entanto, também é recomendado para todas as aplicações na fabricação orientada pelo processo dos gêneros alimentícios, produtos farmacêuticos ou químicos, nos quais a proteção do acesso aos processos críticos é um tema fundamental.

Seleção segura do tipo de operação com EKS FSA

Como para muitas outras empresas, o EKS Light também foi para a Eberspächer a tecnologia inicial na proteção do acesso. “Desde a implementação do sistema de chaves, a suscetibilidade a falhas dos processos foi significativamente reduzida. Simultaneamente, a produtividade e a qualidade do produto foram elevadas“, nos confirma Achim Noll-Hussong. Ele conseguiu convencer seus colegas em todo o mundo, que uma ampliação de um puro gerenciamento de acesso até uma aplicação EKS em correlação com uma seleção segura do tipo de operação é objetiva. Atualmente na Eberspächer, para a suspensão das funções de segurança ainda é utilizado um interruptor com chave especial, cuja chave é distribuída somente as pessoas especialmente treinadas. Para enxugar este processo e o estruturar de modo mais seguro, a Eberspächer está testando atualmente na Alemanha em uma fase piloto a utilização do EKS FSA (For Safety Applications) com interface de dados PROFINET, o sistema de barramento definido como padrão pela Eberspächer. Em conjunto com um processo desenvolvido e testado pela EUCHNER e um painel e toque como HMI, este sistema de chaves atende a todas as exigências normativas e legais para um sistema de acesso para a seleção segura do tipo de operação. Principalmente esta funcionalidade do sistema de chaves era de interesse especial para a Eberspächer, pois o especialista pelos sistemas de escape utiliza o painel de toque como interface homem/máquina..

A chave está inserida no alojamento da chave do EKS Light (dir.)

A chave está inserida no alojamento da chave do EKS Light (dir.)

No caso do EKS FSA com interface de dados, diferente do que no caso do EKS Light, cada chave pode ser personalizada e ser guarnecida com as autorizações individuais. Deste modo, as responsabilidades se tornam visíveis. Além disto, o sistema oferece, além de uma alta proteção contra cópias, as funções suplementares, como a regulamentação do acesso aos parâmetros, por pessoas individuais, outras instalações, etc. Assim, por exemplo, o pessoal especialmente treinado recebe por meio da chave uma legitimação inequívoca para a execução dos trabalhos de ajuste e de manutenção mais sensíveis em um tipo de operação especial, através dos quais poderia se originar um perigo para o operador inexperiente.

“A fase piloto com o EKS FSA com interface de dados é realizada no âmbito de nosso projeto futuro ‘Lean Machine Control‘, que tem por objetivo uma racionalização de nossas máquinas“, explica  Achim Noll-Hussong e exemplifica: “Com o EKS e a seleção do tipo de operação no painel de toque, são suprimidos todos os elementos de comando, que eram necessários até hoje para a comutação do tipo de operação. Deste modo, a dimensão da carcaça, na qual o HMI e os elementos de comando estão instalados, pode ser reduzida.“ Mesmo a organização e a distribuição das chaves especiais, que eram necessárias para a ativação dos tipos de operação especiais, são suprimidas totalmente. Hoje em dia, o respectivo colaborador simplesmente insere sua chave no alojamento da chave na máquina e se registra adicionalmente com sua senha personalizada. Em seguida, é realizada a verificação automática do conteúdo da chave. Esta inclui a verificação do número de séria inequívoco e inalterável mais a soma de verificação (Key CRC), da data válida, assim como, do nível do tipo de operação e do nível do usuário HMI válidos. Somente se esta verificação identificar o colaborador inequivocamente como o operador da máquina, ele terá a possibilidade de sair da tela de registro e de selecionar e confirmar o tipo de operação em função do seu nível de seleção do tipo de operação válido.  Nesta ocasião pode ser selecionado na Eberspächer, nas máquinas equipadas com o EKS FSA entre os quatro tipos de operação “Manual“, “Automático“, “Ajustar“  “Meios permanentes“ (para a suspensão das funções de proteção na operação de ajuste).

Muito mais do que uma pura autorização de acesso

Além da pura autorização de acesso, podem ser armazenados outros dados nas chaves. Esta possibilidade chamou principalmente a atenção de Noll-Hussong com relação a utilização globalizada do sistema  em todos os locais de produção da Eberspächer. Deste modo, cada chave recebe o número da fábrica, na qual ela é utilizada, assim como, as informações sobre a respectiva fábrica/unidade de produção/campo e os padrões sobre as diversas tecnologias de produção na Eberspächer Exhaust Technology. Deste modo é assegurado, que as autorizações de acesso para as diversas tecnologias ou máquinas sejam concedidas somente em função do respectivo grau de treinamento ou de formação do pessoal. Isto pode resultar, entre outros, que alguns colaboradores possam operar somente uma única máquina, outros, ao contrário, várias instalações. Visto que cada chave, além disto, é protegida por uma senha personalizada, ninguém, exceto o proprietário da chave, poderá executar algo com ela. No caso de perda, a chave, é assim, bloqueada imediatamente e a segurança da instalação é garantida.

Auxílio durante a programação

A EUCHNER disponibiliza, além do hardware, também amplas documentações para a implementação de uma seleção do tipo de operação com EKS FSA. Com base na descrição da aplicação, o próprio cliente poderá efetuar a programação ou a configuração. Simultaneamente, o Suporte técnico auxilia o usuário durante a configuração e a implementação do sistema eletrônico de chaves. Isto também é confirmado por Achim Noll-Hussong: “Durante a programação da seleção segura da operação, o Suporte técnico esteve ao meu lado todo o tempo e me auxiliou muito bem.“